quinta-feira, 6 de agosto de 2015


                        Iº SEMINÁRIO  Internacional

                        "Justiça Espacial e o Direito à Cidade"

                        São Paulo – 7 a 10 de dezembro de 2015 

Realização:
*Departamento de Geografia e
*Programa de Pós-graduação em Geografia Humana-FFLCH–USP *GESP -  Grupo de Geografia Urbana Crítica Radical- GESP/
*IEA -  Instituto de Estudos Avançados/USP
 
            Coordenação:
           Ana Fani Alessandri Carlos
           Glória Anunciação Alves.
O seminário Internacional "Justiça Espacial e Direito à Cidade" será realizado no prédio do Departamento de Geografia da Faculdade de Filosofia, Letras e Ciências Humanas da Universidade de São Paulo.

 O seminário dá centralidade a crise urbana atual passível de ser constatada nas manifestações de rua pelo mundo afora e, no Brasil, em particular, desafiando pesquisadores e políticos. Uma crise que, ao se revelar, exige propostas de solução. Entretanto qualquer busca de superação dos problemas enfrentados passa, necessariamente, pela compreensão dos fundamentos dos conflitos vividos iluminando o modo como se realiza a urbanização no mundo moderno colocando no centro da análise, a cidade. Discerne-se aqui uma questão que é, sem dúvida, espacial.
A produção do espaço urbano aparece hoje como possibilidade renovada de realização da reprodução da sociedade, um processo que encontra seus limites gerando imensos conflitos; isto porque, no momento atual, a globalização econômica trouxe a concentração sem limites da riqueza que acompanha o processo de privatização do mundo. Essa situação exige a abolição das condições de exploração e opressão que a acompanham.
Nossa hipótese é a de que a privação do urbano está no fundamento das lutas pelo espaço. Questionando a lógica do crescimento e a racionalidade deste modo de produção – como reprodução de relações sociais dominadas – os movimentos sociais apontam a consciência da privação, lutam pelo espaço da realização da vida, bem como por um espaço democrático onde possam exprimir-se e decidir sobre o uso dos bens comuns produzidos socialmente, o que exige a superação do entendimento da cidade enquanto quadro físico para considerá-la em seus conteúdos mais profundos. Projetam uma outra vida. 
Essa conjuntura coloca como questões a justiça espacial e o direito a cidade, tema deste Seminário, através da realização de um debate coletivo. De natureza interdisciplinar, o tema ilumina o papel do espaço no mundo moderno.
  Veja como se inscrever no evento: www.gesp.fflch.usp.br
 
 

Nenhum comentário:

Postar um comentário